Retrogames: Jones in the fast lane

Retrogames: Jones in the fast lane

Voltando aos anos 90 quando ainda existia a fita cassete e computadores com monitor colorido não era a coisa mais comum no mundo, eu possuia um computador 386 com monitor colorido (bem tecnicamente era da família) que eu usava basicamente para fazer trabalhos escolares – jogar basicamente – e entre os jogos que eu consegui estava Jones in the fast lane.

O Jogo é basicamente um jogo de tabuleiro só que em formato eletrônico, ele foi baseado em um jogo chamado Careers, basicamente você tinha que andar pelo tabuleiro, conseguir um emprego, estudar e ir melhorando sua vida até chegar ao seu objetivo em cada área, financeira, educacional, empregatício etc. Tudo era definido no começo do jogo.

A limitação de cada jogador era um tempo pré determinado em um relógio na tela, que se movimentava em cada ação do jogador. O mais legal do jogo era a possibilidade de poder jogar com até 4 amigos o que deixava o jogo bem divertido com todos tentando chegar a seu objetivo antes dos outros ou podia jogar sozinho e neste caso podia jogar contra Jones o protagonista do jogo.

Me lembro de jogar muito com meus amigos todos tentando de sua maneira ser melhor que todos os outros, cada um traçava a sua estratégia como o que estudar, que tipo de emprego pegar no inicio do jogo e em que investir para chegar mais rápido ao objetivo. Não havia estratégia padrão no jogo e para ser o vencedor não dependia somente das escolhas também tinha um fator sorte que deixava as coisas sempre tensas.

O jogo colocava de modo randômico adversidades no jogo como um aumento repentino nos preços, uma queda grande nos salários o que fazia você pensar duas vezes antes de sair de um emprego até mesmo para um cargo maior pois dependendo da economia você podia ganhar menos. Você não podia esquecer da comida, cada vez que seu personagem ficasse com fome você perdia uma parte do tempo disponível para suas tarefas, então uma passada na lanchonete (uma sátira ao Mcdonald’s) era obrigatória no inicio do jogo.

A medida que você ia progredindo no jogo , você podia comprar uma geladeira e estocar comida por até 4 semanas o que ajudava você a conservar seu precioso tempo já que não precisava mais passar na lanchonete. O jogo era dividido em semanas e a cada inicio de semana alguma coisa ruim acontecia com você, o jogo sempre dava mas noticias no inicio da semana, sempre com muito humor o jogo apresentava alguma coisa idiota que você fez no fim de semana e que sempre causava um pequeno prejuízo em dinheiro.

Desenvolvido pela Sierra uma das mais conhecidas empresas de jogos dos anos 90 com sucessos como a série de adventure Space Quest , Kings Quest e Leisure Suit Larry, foi na época um jogos com ótimos gráficos, personagens digitalizados serviam como seu jogador e outros eram os atendentes das várias empresas espalhadas pelo jogo. A sonorização também era especial, na versão CD-ROM do jogo todas as falas dos personagens e ações do jogo eram dubladas, mesmo assim o jogo não foi um grande sucesso de vendas, mas para mim marcou época tanto que tinha que relembrar ele aqui.

Atualmente você pode encontrar o jogo espalhado pela web em sites de Abandonware, não que o jogo seja um oficialmente mas já fazem 20 anos acho que não tem problema né?

Fiz um pequeno vídeo do jogo que você pode conferir abaixo:

Previous Dead Island vai virar filme
Next Long Live Play - Campanha da Sony agradece os jogadores

You might also like

Para onde foram os jogos com filmes interativos?

Esses jogos não são novidade para muitas pessoas, os jogos feitos com filmes interativos teve seu inicio obviamente no arcade, que era em um passado não muito distante a principal

Retrogames: Everquest e a saga do meu primeiro MMORPG (Parte 1)

Everquest foi um dos primeiros MMORPG de grande sucesso, diferentemente dos jogos atuais, este jogo trazia desfios de deixar os melhores jogadores de cabelo em pé.

Retrogames: Krusty fun house

Não é só jogos memoráveis habitam nosso passado distante, antigamente lançavam qualquer coisa que consideravam que podia arrecadas uma boa grana, nem que fosse somente por causa do nome ou dos personagens envolvidos em um jogo.

Krusty Super Fun House
Fun??

Diferentemente de hoje que encontramos jogos de personagens bons que são mal feitos como a maioria dos jogos de super-heróis de hoje, excluindo Batman claro.