Batman, Arkham City – Impressões

Batman, Arkham City – Impressões

É com um pouco de atraso que viemos aqui dar nossas primeiras impressões sobre o novo game do Homem Morcego. Com os últimos meses tão abarrotados de ótimos lançamentos fica até meio difícil jogar tudo que saiu. Uma pena não ter jogado Batman Arkham City antes.
Antes de começar, vamos voltar um pouco, Batman – Arkham Asylum é um Senhor game (com letra maiúscula, ele merece), talvez um dos melhores jogos que já tive o prazer de jogar, sólido, ótimos gráficos, bom sistema de combate e uma verdadeira imersão no universo de Batman, bem mais profundo que qualquer outro jogo, game ou filme do Morcegão.  Porém o jogo tem algumas falhas, uma certa linearidade que para os jogadores que não são fãs do Homem Morcego podem não gostar e sempre achava que o jogo não usava todo o poder furtivo do Batman, faltava alguma coisa, mas nada que comprometa um jogo tão bom.

Não é que a Rocksteady pegou uma obra prima e a aperfeiçoou,  Batman – Arkham City é um jogo que faz valer a compra do seu console (ou aquela placa de vídeo cara para seu PC). A história é ótima, você começa jogando com ninguém menos que nosso amigo Bruce Wayne, que está travando uma batalha para fechar Arkham City, uma super prisão criada no coração de Gotham, fechando todos os vilões possíveis por lá. Tentando evitar que essa panela de pressão estoure no meio de sua cidade, eis que o jogo começa.

O gameplay básico é bastante intuitivo, se você é do tipo que acha que boa briga é apertar botões sem parar, conseguirá um resultado bom nas lutas do jogo. Mesmo tendo um ataque concentrado basicamente em um botão as lutas são bem elaboradas, algumas bem difíceis, com várias opções de combos e uma nova grande surpresa, agora você tem a opção de usar os equipamentos de seu cinto de utilidades instantaneamente na batalha, o que te dá um leque de bons combos, tornando sua vida de espancador de bandidos bem mais divertida. Sem contar com o gameplay com a Mulher-Gato, que tem movimentos, combos, apetrechos e troféus do Charada diferentes do Homem Morcego, o que te faz ter mais horas dentro do jogo, e acredite em mim, você vai querer jogar mais.

Catwoman Arkham City

Os gráficos não ficaram para trás, nota-se uma grande melhoria entre os dois jogos, sendo um open world, já esperava que os gráficos fossem dar uma caída, mas tive uma ótima surpresa, detalhes, sombras, luzes e texturas fantásticas (e ainda com tempos de loading muito razoáveis). Esse poder gráfico faz com que a atmosfera de Arkham City seja perfeita, além do visual você pode contar com outra novidade, entre os pulos e saltos pelos prédios você pode ouvir internos e vilões conversando, captar sinais de rádio, tudo relevante para seu avanço na missão ou em alguma das ótimas side quests.

A história do jogo também é outro ponto que vale a pena ressaltar, consegue te deixar vidrado na TV por algumas horas consecutivas, desvendar os segredos de Arkham City e as fichas e histórias dos personagens (que estão muito bem detalhadas) e suas histórias pode ser bem divertido, e olha que nem sou do tipo que curte missões secundárias, mas Batman AC merece o esforço. Não posso entrar em muitos detalhes da história pois não quero fazer spoiler algum.

[youtube video=2QQv9FSRbRM]

Resumindo, Arkham City é um jogo completo, não fica devendo em nenhum quesito, muito bem feito e divertido, tanto os jogadores menos experientes quanto os hardcore gamers terão uma experiência majestosa ao jogar. Um universo tão vasto que foi muito bem aproveitado, pode esperar que você vai descobrir muitas coisas que não sabia. Com muitas opções de quests e ainda com uma jogabilidade perfeita, Arkham City sem dúvidas já o o melhor jogo do ano sem dúvida alguma. Então pare de ler isso e vá agora jogar, cada minuto no game vale a pena!

Previous Easy , Medium e Hard porque ainda existem?
Next Rede social para troca de jogos, isso funciona?

You might also like

EA aposta em Star Wars: Battlefront e não tem medo de adiar o jogo

A Eletronic Arts está com a faca e o queijo na mão este ano, aproveitando o lançamento do novo filme da saga Star Wars,  lançará a nova versão de um dos

Dark Souls: Jogadores ansiosos são punidos

O Sucessor de Demons Souls lançado hoje no Japão proporcionou uma surpresa para os jogadores mais ansiosos. Alguns jogadores conseguiram o jogo antes de seu lançamento oficial, seja comprando diretamente

Primeiro dia da E3 traz Microsoft, EA, Ubisoft e Sony. Saiba como foi.

Se você esperava anúncios como o da Nintendo na E3 passada de um novo console da Microsoft ou da Sony pode ficar triste. As duas gigantes dos games mostraram que ainda não estão preparadas para anunciar uma nova geração de videogames, mas que ainda vão manter o suporte total a suas plataformas atuais.