PS Move vs. Kinect

PS Move vs. Kinect

Kinect versus Ps Move

Controles por movimento são a moda do momento, podemos falar o que for, porém o Wii começou uma nova era nos video games, mostrou que é divertido se mover um pouco mais para conseguir atingir seu objetivo no jogo.

Na minha singela opinião, o controle por movimento trouxe duas grandes vantagens: jogos de dança e enfim poder jogar seus FPS como fazia nos antigos fliperamas. Jogos de dança para o Wii são bem simples, apenas balance o controle e irá conseguir ótima pontuação, falo isso pois já tentei em Michael Jackson, The Experience. Mas jogos como Resident Evil 4, House of Dead e Call of Duty fizeram valer a compra do meu Wii, mesmo sabendo que era uma plataforma com hardware de vídeo já ultrapassada, mas eu acredito que a diversão não pode ser medida apenas pelo número de pixels na tela.

Eis que para não ficar para trás deste novo mundo, Sony e Microsoft lançaram seus próprios periféricos de movimento. O PS Move é uma cópia deslavada do Wii Mote, porém com sua precisão melhorada, até aí tudo bem, copiou, mas melhorou o sistema, tem meu respeito. Já a Microsoft quis realmente inovar e tirou de trás da orelha que o usuário não quer mais controles: eis que surge o Kinect.

Só para deixar claro, tenho um Xbox com Kinect, por isso, nada de me chamar de Sonysta.

Acompanhado o Kinect veio o game Kinect Adventures, que é honesto e bem divertido, mesmo sabendo que foi talvez o primeiro jogo com suporte para a câmera, dá para sentir que o dispositivo e o jogo foram muito bem alinhados.  Ao contrário do Wii Sports, que mesmo depois de um ano com meu Wii ainda não conseguia jogar tênis. O Kinect transformou o Xbox de um video game para quem não tem amigos para uma ótima plataforma de diversão em festas no seu apartamento. Como sou um fanfarrão, também adquiri o Dance Central para o Kinect, e falo, para quem estava acostumado com jogos de dança para o Wii, Dance Central é uma nova experiência. Agora você realmente precisa dançar para conseguir a pontuação desejada, suar bastante, e ainda se sentir meio rídiculo ao dançar sozinho no meio da sala. O jogo tem gráficos bem feitos, uma ótima seleção de músicas e ainda um jogo bonito de se jogar, redondinho, o único problema é a falta de um controle para bater contra o sofá ao ver que não conseguiu as 5 estrelas no final da música.

Mas como falei no começo do texto: Por que a Microsoft achou que não queremos mais controles?

Acho revolucionário a captura do movimento, e foi genial a apresentação de Mass Effect e Ghost Recon Future Soldier na E3, ótimas utilizações do joystick e do controle de voz do Kinect, tornaram os jogos mais dinâmicos e divertidos, mas jogar Call Of Duty com o indicador para frente como você fazia quando era criança não tem lá muita graça né? E a linha de jogos lançados? Realmente não querem que os gamers hardcore comprem o periférico, uma lista que deveria ser repensada. Muitos falam do problema de movimentação, em como o jogador fará o personagem andar, até aí uma dúvida boa. Parece que conseguiram acertar com Rise of Nightmare, um sistema de colocar o pé para frente e para trás, uma pena ter ganhado notas tão baixas dos críticos, esqueceram do principal do jogo, uma boa história.

Microsoft, fica minha pergunta: você acha que prefererimos jogar Halo com uma arma de plasma com luzes piscantes (leia de plástico) como um bom Soldado Spartan ou então apontando o dedo para tela imitando um cowboy na infância. Resposta simples não?

[youtube video=ynozVVHeBMI]

Previous Simulador de Battlefield 3 quem quer?
Next O melhor vídeo-game do mundo é o seu

You might also like

Dead Island edição jogo do ano anunciada.

Dead Island é um dos jogos que tiveram um Hype inicial muito grande devido ao ótimo trailer, porém meses depois com o lançamento do jogo a promessa de um dos melhores do ano não foi realmente cumprida.

Double XP no Battlefield 3 este final de semana.

Mais um final de semana com experiência dobrada no Battlefield 3, será válida a partir de 16 de Junho (neste sábado) até dia 17 (domingo).

O Evento será realizado em todas as plataformas e funcionará também para o novo DLC Close Quarters.

Minecraft bate recordes na Xbox Live

Poucas horas depois de seu lançamento a versão de Minecraft para Xbox360 já havia batido todos os recordes de vendas da XBLA. Em apenas 1 hora o desenvolvimento do jogo