Análise – Saints Row: The Third

Análise – Saints Row: The Third

Alguns jogos me empolgam mais que outros e Saints Row: The Third é um deles. Saints Row já é um velho conhecido e desde a versão 2 coloquei ele no hall dos jogos mais divertidos de todos os tempos.

Saints Row: The Third como seus antecessores é um jogo de mundo aberto do mesmo estilo de GTA, você pode roubar carros comprar armas e fazer vários tipos de missões diferentes as chamadas sidequests. Mas Saints Row tem vários diferenciais que tornam este jogo na minha opinião muito mais divertido que o famoso GTA.

Primeiro é o humor, no jogo você é o líder de uma gangue bem incomum e seus braços direitos são normalmente caras cheios de manias e que de trazem vários problemas durante a campanha, porém não deixam você na mão mesmo que não sejam as pessoas mais normais do mundo. Piadas, festas e até mesmo cantar durante as missões fazem o humor uma das partes fortes do jogo.

Para quem conhece Saints Row 2 vai gostar de saber que as melhores sidequests do jogo estão de volta, estas missões secundárias podem ser desde utilizar um tanque de guerra para causar a maior destruição possível em um limite de tempo passando por se fingir de vítima para fraudar o seguro até utilizar um helicóptero de guerra para destruir as gangues rivais, não há limite para a loucura do jogo.

Uma das coisas mais divertidas no jogo é a customização, você pode customizar praticamente tudo em seu personagem incluindo a personalidade os cumprimentos de gangue até comprar roupas totalmente loucas que podem fazer seu personagem utilizar qualquer estilo que quiser até mesmo uma fantasia de coelho.

Saints Row: The Third

Sua gangue também pode ser totalmente customizada, o estilo da gangue, os carros que eles utilizam, pode customizar a base aonde sua gangue vive e até mesmo turbinar e melhorar qualquer tipo de carro que você consiga durante o jogo. Armas também podem ser customizadas de várias maneiras as opções de customizações do jogo são quase infinitas.

As missões principais do jogo são muito divertidas, você vai participar de várias cenas de ação incríveis no começo do jogo que vai dar logo o tom a trama e te deixar com vontade de seguir em frente na aventura, portanto prepare-se pois o jogo ainda traz muitas surpresas de naves até uma viagem ao mundo dos computadores.

Saints Row: The Third

Como na versão anterior o objetivo inicial é fazer a sua gangue dominar a maior área possível no jogo, isso faz com que você receba dinheiro dos lugares dominados e para isso você pode comprar lojas e propriedades no bairro,fazer missões secundárias em uma determinada área ou detonar operações de gangues rivais.

Fazendo todo tipo de missão você ganha “Respeito” que é a experiência do jogo, e com ela você vai tendo acesso a uma lista gigante de upgrades para você e para sua gangue e que vai ao longo do jogo deixado a sua vida mais fácil.

Os gráficos do jogo não estão no nível de GTA, mas combinam exatamente com o que o jogo propõe, uma experiência divertida em um mundo aberto com possibilidades enormes e não deixa nada a desejar.

O Jogo continua com várias músicas divertidas e surpresas durante a partida, você vai ver quem é o prefeito da cidade que você precisa dominar.

Não é a toa que Saints Row: The Third ganhou ótimas notas nos melhores sites de games no mundo e é um dos jogos que eu recomendo fortemente, se você estava em dúvida e gosta do estilo GTA de ser, não perca mais tempo que você vai ter diversão por muitas horas.

[youtube video=bmda97b_iUM]

 

Previous Lords of Uberdark um Minecraft diferente?
Next Retrogames: Indiana Jones e a Última Cruzada.

You might also like

Minecraft chega ao Xbox360 com muitas novidades.

Finalmente Minecraft esta chegando para o Xbox360. Depois de muito tempo do anuncio oficial Minecraft esta chegando dia 9 deste mês para Xbox360.

Sea Of Thieves – Os mares nunca foram tão divertidos

Finalmente depois de várias tentativas, alguém conseguiu desenvolver um jogo cooperativo de pirataria realmente divertido. Sea of Thieves, jogo desenvolvido pela Rare gerou muito hype nos últimos meses, mas valeu

Análise – Legend of Grimrock

A pouco tempo falei de Legend of Grimrock, um dungeon crawler oldschool que misturava um pouco de RPG tradicional com novos elementos de batalha bem interessantes. Agora que o jogo saiu oficialmente foi a minha vez de testar o jogo.